Viva online ou morra!

Viva online ou morra!

“Se você criar um caso de amor com seus clientes, eles próprios farão sua publicidade.” (Philip Kotler)

Em 3 de outubro de 2017 foi divulgado um relatório sobre economia digital pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD, na sigla em inglês) colocou o Brasil em quarto lugar no ranking mundial de usuários de internet.

Com 120 milhões de pessoas conectadas, o Brasil fica atrás apenas dos Estados Unidos (242 milhões), Índia (333 milhões) e China (705 milhões).

Atrás do Brasil, aparecem Japão (118 milhões), Rússia (104 milhões), Nigéria (87 milhões), Alemanha (72 milhões), México (72 milhões) e Reino Unido (59 milhões).

No dia 30 de agosto de 2017, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou no Diário Oficial da União, com referência ao levantamento do dia 1 de julho de 2016, estima que o Brasil possui 207,7 milhões de habitantes, ou seja, mais da metade da população brasileira (57,8%) está conectada.

Ainda existe no imaginário dos veteranos do comércio tradicional, que uma presença online é desnecessária quando os resultados econômicos dos seus negócios possuem um resultado satisfatório.

Redes sociais, sites web, aplicativos para celulares, tem sido negligenciado pelos negócios tradicionais, que acabam sendo solapados por iniciativas digitais e com o tempo sendo ultrapassados por soluções mais econômicas e ágeis.

Hoje é preciso repensar e providenciar o maior número possível de canais de atendimento para os clientes, com o objetivo de ser lembrado através da divulgação dos seus serviços e venda dos seus produtos, mas acima de tudo, se aproximar cada vez mais do consumidor.

Seja você, o exemplo de presença constante na divulgação da sua marca, dos seus serviços, dos seus produtos através dos canais digitais, e veja seus resultados se multiplicarem como nunca imaginou.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *